Páginas

quarta-feira, 31 de agosto de 2011

NOTAS DE ESCLARECIMENTO - UTL de Estrela

Por Divulgação/PME



Nota de esclarecimento à imprensa por parte da Equipe Técnica da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Saneamento Básico




A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sanemaento Básico de Estrela vem esclarecer fatos ocorridos na área licenciada para Usina de Tratamento de Lixo (UTL) onde está localizado o Aterro Sanitário de resíduos sólidos domésticos de Estrela. A operação desta UTL possui Licença de Operação da Fepam nº 3259/2010 na qual, em atendimento ao item 4.2 \"Em qualquer caso de derramamento, vazamento, deposição acidental de resíduos ou outro tipo de acidente a FEPAM deverá ser comunicada imediatamente após o ocorrido, devendo ser apresentadas as medidas saneadoras e explicando as já adotadas\".
Ocorre que, em razão dos altos índices de precipitação pluviométrica no final do mês de julho e início de agosto, ocorreu percolação de material acumulado em lagoa desativada há mais de cinco anos. O técnico responsável imediatamente iniciou a execução de medidas de contenção, com reforço do talude da lagoa e remoção do material em seu interior. Comunicou o ocorrido à Secretária, que em conjunto com equipe técnica comunicou à FEPAM do fato, sendo que este órgão fiscalizador estadual esteve em vistoria na UTL no dia 25 de agosto, bem como a Secretaria de Meio Ambiente enviou \"Relatório de Ocorrência\", acompanhado de Laudos Analíticos das coletas do material extravasante, protocolando estes documentos no dia 26 de agosto em Porto Alegre.
Também é de conhecimento público que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Estrela tem investigado e apontado irregularidades na empresa lindeira, NWasem. Comunicou as irregularidades ao Ministério Público Estadual após a emissão de dossiê de monitoramento do Arroio do Ouro durante todo o ano de 2010. Os resultados preocupantes resultaram no acionamento do Ministério Público Regional de Meio Ambiente da Bacia dos Sinos e Gravataí, além da Delegacia Regional de Meio Ambiente, que esteve no local em agosto, flagrando o recebimento irregular de material para tratamento, desrespeitando as condições e restrições da Licença Ambiental emitida pela FEPAM.
Não será admitida, pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, nenhum uso irresponsável de informações, uma vez que todo o trabalho realizado pela Secretaria é de cunho técnico, ético e responsável. Não será admitida comparação entre o ocorrido na UTL com o que vem ocorrendo há anos na NWasem. Apesar das tentativas de acusação, baseadas em informações sem embasamento, claramente com a intenção de denegrir a imagem de um órgão técnico cujo trabalho de defesa do cidadão tem causado desconforto naqueles que poluem em nome do lucro fácil, sendo que todos os fatos foram comunicados à FEPAM que verificou o ocorrido e acompanhou as medidas implantadas pela secretaria para resolver o ocorrido. Os resultados da análise do material que vazou demonstra a inexistência de patogenicidade ou toxicidade.
A UTL de Estrela possui quatro piezômetros, poços especiais utilizados para monitorar eventuais contaminações do lençol freático, locados conforme especificações da FEPAM, semestralmente são realizadas coletas de águas nestes piezômetros, por técnicos de laboratórios independentes, sendo que nenhuma contaminação foi detectada nas análises realizadas. Estranhamente a NWasen, uma empresa com potencial poluidor se não superior, no mínimo semelhante ao da UTL de Estrela não possui nenhum piezômetro, portanto, não realiza o monitoramento de águas sub-superficiais.
Os principais poluentes presentes no córrego e no solo nas proximidades apresentam inclusive óleos de origens diversas, que não ocorrem nos materiais triados na UTL, porém fazem parte dos efluentes tratados pela NWasem, inclusive no dia 18 de agosto foi flagrado pela polícia civil (Delegacia de Polícia de Proteção ao Meio Ambiente) a chegada de um caminhão carregado com material cuja tratamento não é permitido pelo licenciamento ambiental da empresa interditada.
A Delegacia de Polícia de Proteção ao Meio Ambiente e o Ministério Público Estadual averiguaram que a empresa NWasem recebeu efluentes da UTRESA, empresa envolvida com a catástrofe ambiental do Rio dos Sinos há alguns anos, tendo inclusive os atuais proprietários comprado o empreendimento desta empresa, ou seja a UTRESA era a proprietária anterior da Ambientaly, hoje NWasem.
No local sistematicamente vem ocorrendo poluição do solo e da água, porém, a origem dos poluentes, comprovadamente não é a Usina de Tratamento de Lixo do município, mas sim a empresa interditada, fato endossado ainda pelas várias vistorias técnicas ocorridas nos últimos trinta dias, incluindo técnicos do Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal e Delegacia de Polícia de Proteção ao Meio Ambiente, além dos laudos emitidos pelos técnicos do município de Estrela.
Será que estes quatro órgãos das três esferas públicas (Federal, Estadual e Municipal) estão errados? Ou então políticos sem formação na área, e empresários que foram presos em flagrante delito ambiental estão corretos?
Frequentemente pessoas ou empresas quando em situação de falta de alternativas para desvencilhar-se de seus erros e entraves judiciais costumam atacar verbalmente pessoas ou órgãos envolvidos nos processos que lhes causam problemas, no intuito de criar uma \"cortina de fumaça\", uma última e desesperada tentativa de encobrir seus próprios problemas.
Até um bovino que veio a óbito, conforme comprovadamente verificado pelo atendimento veterinário, por complicações pós-parto, está sendo utilizado como um evento teoricamente causado pela poluição hídrica no arroio em questão, demonstranto a frivolidade com a qual pessoas desqualificadas tratam os assuntos de proteção ambiental que afetam a toda uma população, sempre para tirar proveito próprio.
Cabe ressaltar que a UTL de Estrela já passou por problemas ambientais no passado, inclusive em outras administrações, sendo que na época, contrariando o posicionamento de alguns políticos municipais, a Secretaria de Meio Ambiente interditou a própria UTL, fato que comprova que caso a Usina do município fosse a responsável pela poluição, os técnicos responsáveis pela fiscalização, todos concursados e com formação superior, não hesitariam em agir energicamente.







Nota de esclarecimento à imprensa por parte do responsável técnico da UTL de Estrela




Em virtude das declarações manifestadas na sessão da Câmara de Vereadores nesta segunda (29.08.11), sobre o assunto de que a usina de tratamento de lixo está sendo administrada pela Prefeitura de forma irresponsável por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e que este descaso estaria ocasionando a poluição ambiental e a contaminação do córrego na margem lindeira devido ao vazamento de chorume ocorridos na UTL.
Foi uma manifestação que nos envergonha e que consideramos como ato de traição, pois fomos considerados uma equipe sem moral e sem ética profissional, fato grave e sem fundamento, porque não houve a mínima consulta da nossa parte, somente uma especulação sem escrúpulos ou fundamento, do jeito que foi expressa, ou seja, realizada por pessoas sem noção, sem critério e sem saber que temos uma equipe formada por pessoas que se preocupam e fazem um trabalho sério buscando as medidas necessárias para o bom andamento dos serviços realizados na usina.
A Usina de Tratamento de Lixo Doméstico do município teve o registro da ocorrência de vazamento acidental de chorume da lagoa facultativa desativada da compostagem com lançamento irregular na margem lindeira no córrego localizado nas proximidades da usina. O ocorrido foi durante o período de elevada precipitação de chuvas, que culminou entre o período das duas enchentes de 21.07.11 e 08.08.11. Tão logo ocorrida à irregularidade, foram tomadas as providências para que fosse eliminado o vazamento. O vazamento aflorou no solo ao lado do talude de contenção da lagoa desativada da compostagem, sendo realizado um trabalho de restauração do talude com máquina apropriada em 25.08.11. Junto às medidas foram coletadas quatro amostras dos pontos de amostragem do vazamento, para mensurarmos o impacto ambiental ocasionado pelo chorume, o que foi relatado em relatório.
Portanto, esta situação em momento algum foi ignorada, da forma como somos acusados, pois as medidas foram tomadas para buscar a solução do problema e os procedimentos necessários ao estancamento do chorume vazado, ocorreram com acompanhamento do início ao fim. A usina está licenciada no órgão ambiental FEPAM e tem o dever de cumprir as condicionantes da licença LO 3259/2010. Esta realidade faz parte do gerenciamento de rotina da usina e tem ocorrido nos últimos meses junto a grande frequência de vistorias do órgão fiscalizador, comprovado pelos relatórios resultantes destas vistorias entregues na FEPAM. O incidente foi levado ao conhecimento e fomos vistoriados recentemente em 18.08.11 pelo órgão ambiental FEPAM, sendo que o acidente gerou o relatório de interpretação de laudos e despejo irregular do chorume no córrego, contendo este a descrição do incidente e as medidas tomadas para solução do problema.
Hoje continuamos o nosso trabalho, pois nossa visão é melhorar o que fazemos com responsabilidade. Ressaltamos ainda que todas estas acusações são absurdas da forma como foi manifestada e do jeito que fomos atacados, estão nos tratando de criminosos que ignoram as suas responsabilidades, pois temos consciência dos efeitos e das consequências de um crime ambiental, pois não somos irresponsáveis para deixarmos uma situação desta a revelia ignorando totalmente as consequências adversas que um ato deste poderia proporcionar, pela omissão do nosso trabalho. Sem falar do desrespeito às pessoas que nos conhecem, as que nos visitam, o que de certa forma tem alguma ligação a nós e até aqueles que procuramos de alguma forma se estenderem. Foi um ato de promoção ao descrédito das pessoas da nossa equipe, sem critério e direito à defesa. A nossa parte estamos fazendo junto ao esforço da equipe, pois contratempos existem em qualquer parte do planeta, sendo que os profissionais do nosso grupo certamente deram a sua contribuição com o seu esforço e dedicação, isto podemos afirmar com a cabeça erguida.




César Mendonça
Responsável Técnico pela UTL


terça-feira, 30 de agosto de 2011

Tá mais do que na hora!



Senhores vereadores, políticos e assemelhados!

Por favor, desistam. Jamais irei adicioná-los.

Principalmente se forem demagogos, interesseiros, invasores de propriedade e que se aproveitem da "boa moral" com que o cargo TALVEZ os confira. Que no caso dos senhores é falsa, totalmente ilusória.

Sob a efígie de "fiscalizadores do povo", usam desse expediente com o único objetivo de obterem sucesso num próximo pleito e assim parecerem simpáticos e eficientes aos olhos de seus "inocentes"eleitores.

Criticar trabalhos e profissionais que atuam única e exclusivamente por força da meritocracia que eticamente alcançaram; lançar dúvidas sobre pessoas que contribuem para o bem estar de uma sociedade como um todo e por vezes até denegrir imagens e fatos, isso é coisa de quem não quer o melhor para o seu povo e sim daqueles que estão lá pra bagunçar o coreto e desestabilizar a ordem e desacreditar os que realmente buscam melhor qualidade de vida para uma população.

Vocês, que estão exercendo um mandato por força dos votos que, duvido, foram conquistados pelos bons serviços prestados e muito menos por meritocracia, façam por merecer a "confiança" que lhes foi depositada, honrem as calças que vestem e construam algo de importante e digno que possa ao menos orgulhar seus filhos e suas famílias.

Então, enquanto continuarem agindo dessa forma e regidos por suas "filosofias de buteco"(essas sim, o fazem muito bem), por favor: me ignorem e se possível nem me cumprimentem, pois por mais educado que eu procure ser, minhas mãos merecem continuar limpas.

Tenham um bom dia.


quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Clube da Esquina

video

Dino's Day

Airton José Lang
ou Quelônio ou Lagarto ou Lagartixa ou simplesmente Dino's.
Esse cara, fã de Jô Soares, bem que mereceria uma entrevista em seu famoso talk show.
Histórias, essas não faltariam.
Um cara que passou por tudo que ele passou, que criou três filhas praticamente sozinho e que agarra a vida com vontade e bom humor (com algumas variações, que ninguem é de ferro), pode ser pauta para os mais variados tipos de matéria.
Liguem-se, colegas jornalistas.
As boas pautas estão onde menos se espera.
O cara é viajado (por lugares bem inusitados), pratica yoga, canoagem, conhece música como poucos, é dono de boteco e restaurante e tem personalidade forte e marcante.
Irmão, quero através do blog, lhe desejar um feliz aniversário, muita saúde, paz, harmonia, paciência(prá aguentar a galera nos finais de noite), e dizer que tu é um cara que todos respeitamos.
Um amigo de fé, pau pra toda obra e sempre disposto a ajudar a quem quer que seja.
Pessoas assim são cada vez mais raras hoje em dia.
Lhe desejamos vida longa e que sua trajetória seja sempre marcada por sucesso, amigos e rock'n'roll!
Abração, Lagatixa!

Ass.: Amigos do bar(rsrsrs)

terça-feira, 23 de agosto de 2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Ufa!

Foi mal aí, Ipanêmicos. Mas cá entre nós, no fundo tu sabia que não. A gente jamais daria essa bola nas costas de vocês. O anúncio das mudanças na rádio não foi mera jogada de marketing, nem pegadinha. Foi simplesmente a Ipanema sendo a rádio livre de sempre. Livre, destemida, inconseqüente como ela sempre foi. E como sempre se orgulhou em ser.

Porque em um mundo cada vez mais medíocre e bundão, alguém tem que ter coragem. Alguém tem que tirar as pessoas da zona de conforto, da pasmaceira. Alguém tem que lembrar que a música sofreu nas mãos da ditadura militar, e hoje sofre com a ditadura do mainstream, da modinha, do mercado.

Mas agora falando sério: a Ipanema vai mudar, sim. Mas cada mundança será sempre para se tornar ainda mais Ipanema. Ainda mais N. Ainda mais maldita. Ainda mais Ovelha Negra. Música da novela? Rádio colorida? Piadinha de vô? Isso aqui é Ipanema, rapá. #sabequenão

Opa!!!



sábado, 13 de agosto de 2011

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Saudações, nobre Gabiru!!!


Felicitações ao Adriano Gabiru por seu aniversário e agradecimentos ao gol que nos deu o mundial em 2006!!!
Thank's, man!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Solidão? Que nada!!!



"Viver é bom
nas curvas da estrada

solidão, que nada..."



A voz rasgada do poeta Cazuza transcende na visceralidade musical da cantora Gisa Pithan e não perde em nada a carga emotiva que a canção encerra. Pelo contrário, ganha e muito com o carisma e a técnica vocal de Gisa.

Precedida pelas não menos talentosas Madames do Rock, a cantora gaúcha radicada no Rio de Janeiro apresentou um repertório refinado e composto pela tríade que melhor soube representar nossa geração, no espetáculo "Cássia, Renato e Cazuza, um tributo aos bons tempos".

No simpático e aquecido ambiente do Butecco Music Bar, em Venâncio Aires, o calor da platéia, a fumaça de cigarros (hoje politicamente incorreta), as luzes e o rock'n'roll fizeram com que tivessemos uma agradável sensação de déjà vu, que só ocorre quando nosso ouvido capta, o cérebro analisa, nossos pêlos arrepiam, o coração acelera e nossa boca se abre num belo e sincero sorriso.
Aquela sensação de "nós passamos por isso".
Graças ao bom Deus.
O prazer é dobrado.

Além dos covers já citados, Gisa apresentou canções presentes em seus dois discos, contou belas histórias de seu tempo em Brasília e pôs o público a cantar em uníssono, enquanto dedilhava calmamente, sentada à beira do palco, os acordes de "Por Enquanto", composição de Renato Russo e sucesso também na voz de Cássia Eller. Gisa Pithan, que segue em roteiro pelo Sesc, esteve acompanhada pelos competentes Marcus no contrabaixo (toca muito, esse cara) e Eliza Thomas na percussão (certeira, também).

Antes de tudo isso, a explosão e a alegria de fazer rock'n'roll das Madames do Rock, de Lajeado. Lideradas pela "descomportada"(como ela mesma diz) Claudinha Lima, as madames têm ainda em sua formação Júlia Konzen na guitarra/violão, Jã no baixo e Cris na bateria. Da mema forma que o show posterior, também apresentaram canções próprias e bastante conhecidas do público, além de covers de Roberto Carlos e dos californianos do The Doors. Sacudiram e aqueceram a galera numa noite onde o frio e a chuva foram barrados na porta principal do Butecco Music Bar.


E teve mais. Um toque de solidariedade também foi o foco das atenções da noite. Promoção do projeto "Mesa Brasil" do Serviço Social do Comécio (SESC), com apoio da 100,7 Vênus FM e do próprio bar, o ingresso para o espetáculo era 1 kg de alimento não perecível, revertido posteriormente à instituições de caridade.
A próxima edição está prevista para 28 de setembro, com Yanto Laitano e Solon Chaves.
Interessados em ajudar a desenvolver a cultura na região e se tornar parceiros da iniciativa podem entrar em contato pelo telefone 3741-2100.
Bela iniciativa desse pessoal que "faz a hora e não espera acontecer"! Parabéns e até o próximo!

De resto, que o frio e o inverno se despeçam e nos deixem nas palavras de Renato:


"Venha! O amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera

Nosso futuro recomeça

Venha!
Que o que vem é Perfeição!..."